O Asterisk por padrão possui uma estrutura de diretórios para melhor divisão de arquivos e módulos, após a instalação a estrutura de diretórios fica localizada em /etc/asterisk/asterisk.conf e possui a seguinte estrutura.

Diretórios

[directories](!)
astetcdir => /etc/asterisk
astmoddir => /usr/lib/asterisk/modules
astvarlibdir => /var/lib/asterisk
astdbdir => /var/lib/asterisk
astkeydir => /var/lib/asterisk
astdatadir => /var/lib/asterisk
astagidir => /var/lib/asterisk/agi-bin
astspooldir => /var/spool/asterisk
astrundir => /var/run/asterisk
astlogdir => /var/log/asterisk
astsbindir => /usr/sbin

Vamos entender um pouco cada um dos diretórios listados acima:

/etc/asterisk – Este diretório é  o mais acessado pela maioria dos usuários, pois é nele que ficam armazenados os arquivos de configuração do Asterisk. Qualquer alteração referente a ramais, plano de discagem, módulos, segurança, entre outros, serão realizados neste diretório.

/usr/lib/asterisk/modules – Este diretório é muito importante já que armazena os módulos gerados no momento da compilação do Asterisk, os arquivos gerados possuem a extensão .so. É possuir escolher os módulos que deseja instalar no momento da compilação quando executamos o comando make menuselect.

/var/lib/asterisk – Diretório responsável pelo armazenamento de bibliotecas adicionais, possuindo subdiretórios para armazenamento dos arquivos de áudio padrões do sistema em /sounds, chaves de criptografia em /keys, áudios do voicemail em /voicemail, entre outros.

/var/lib/asterisk/agi-bin – Para os usuários que utilizam a aplicação AGI, este é o diretório recomendado para o armazenamento dos arquivos

/var/spool/asterisk – Este diretório é normalmente utilizado para o armazenamento das gravações em /monitor quando não é especificado o diretório completo na aplicação MixMonitor().

/var/run/asterisk – Diretório onde são armazenados arquivos de controle referente ao processo de execução do serviço Asterisk (asterisk.ctl e asterisk.pid).

/var/log/asterisk – Diretório utilizado para armazenamento dos logs gerados pelo serviço do Asterisk como full e messages

/usr/sbin – Este é o diretório padrão utilizado pelo Asterisk e por diversos outros serviços em ambientes Linux para armazenar o código binário referente ao serviço executado.

Conclusão

Como podemos analisar, o Asterisk possui uma estrutura de diretórios padrão muito bem definida para localização dos arquivos de configuração, binários, logs, entre outros.

Nada nos impede de alterarmos os diretórios padrões e personalizar a instalação do Asterisk.

Mas atenção, se você não é um usuário avançado, o recomendado é seguir as boas práticas mantendo os diretórios padrões.

Tudo isso para evitar um comportamento inesperado do serviço Asterisk.

Confira como instalar o Asterisk na versão 13.

%d blogueiros gostam disto: